Nem todos os filmes de quadrinhos precisam ser leves e sem drama | Coluna: A Conexão


Meses depois de Batman vs Superman e Esquadrão Suicidá, ainda vejo as pessoas reclamando da carga dramática que a Warner Bros. Entertainment e a DC estão trazendo para o cinema. Ambos os filmes tem pontos extremamente importantes em sua trama onde envolvem o drama, em Esquadrão Suicida menos que Batman V Superman, mas também tem.

O grande problema, é que hoje o cinema (quando falamos em filmes de quadrinhos) é dominado pela Disney e Marvel Studios, que em 2008 reinventou os filmes do gênero "criando" seu universo estendido no cinema. Para os que dizem que ela popularizou o gênero, estão errados. Isso já vinha sendo feito com os mutantes na Fox, Spider-Man na Sony e Batman na Warner, mas este não é o foco do texto, o que quero dizer é que a Marvel estreou em 2008 com Homem de Ferro, um filme com uma carga cômica pesada e dai em diante todos os seus filmes vieram desta mesma forma.

A DC em 2011 tentou utilizar a fórmula da Marvel com Lanterna Verde, mas foi um filme desastroso para os fãs e críticos, não agradou a ninguém. Então foi decidido que qualquer filme que a DC e Warner estivessem planejando seria cancelado e a DC decidiu dar um novo ponta pé em 2013 com Homem de Aço. O filme ainda não correspondeu a expectativa de todos os fãs e críticos, mas se saiu bem, porém foi agora em 2016 que a coisa desandou... para os críticos e "fãs" da Marvel que nunca leram um quadrinho e que odeiam a DC.

Vamos falar separadamente de Batman V Superman e Esquadrão Suicida, começando pelo menor divisor de águas. Esquadrão Suicidá trouxe uma temática bem diferente para a DC e inseriu em seus filmes um lado mais cômico, mais engraçado e que tem um apelo popular mais forte e isto cabe no filme, a comédia foi bem feita, foi inserido piadas em momentos propícios do filme e não jogadas em todas as cenas e este foi um dos grandes "erros" para a crítica, onde boa parte delas foram dizendo que tem poucas piadas e que as que têm não são tão boas que nem a da Marvel. Sério isso? Este é o argumento de um crítico? Ridículo. Outro fator muito criticado é que a mesma carga dramática empregada em BvS foi empregada em ES, mas em menor dosagem, mas porquê não pode haver uma cena da Katana chorando perante a espada que ABRIGA A ALMA DO MARIDO? Porque El Diablo falando sobre seu acidente incomoda tanto?

E aqui amizades são destruídas. Batman V Superman foi um filme onde o desastre e a destruição deu tom para todo o filme. Como vocês querem que seja um filme mais alegre e divertido onde tivemos uma história de origem para o Batman? Um momento que foi falado novamente sobre a morte de seus pais, um filme onde ele já havia perdido um "filho", isso fez parte da personalidade do personagem, mas ok, todos sabem que o Batman é assim, mas houve reclamações. Porém o assunto pesa quando falamos de Superman.

Superman é um personagem que não tem um apelo popular muito grande e principalmente quando falamos do Superbonzinho, ele é quase que odiado, independente do que representa para a humanidade e pro senso heroico, porém quando a Warner vem trazer uma abordagem diferente, um homem cheio de falhas, um Superman mais humano, é apedrejada com críticas de que falta o escoteiro nele. Mas só pense, pare e reflita, não precisa me responder, se você perde seus dois pais, mata o único sobrevivente de sua raça pois ele estava querendo destruir um planeta que lhe abrigou, você seria feliz? O Superman de Cavill e Snyder é um Superman em desenvolvimento, um Superman que está descobrindo o seu papel na sociedade, um Superman que cresce.

A Marvel tem sua fórmula, que agrada a todos, mas falta um pouco de seriedade, mas não é porque funciona que deve ser usado como receita de bolo, ou todos os filmes que veremos sempre serão os mesmos, sem nenhuma novidade, sem nada que surpreenda, sem um verdadeiro significado.

Deixe cada qual trabalhar da forma que melhor lhe convém e vamos apenas curtir.

*
Jhonatan Cespedes é o criador do Sociedade Geek e colaborador aqui no Will,Who
Anterior
Next Post »