Dia do Mágico: Cinco melhores filmes para homenagear esses profissionais que tanto nos impressionam


Por Aline Pagotto

“Respeitável público, o show já vai começar!”. Esta frase está intrínseca em nossas mentes quando o assunto é espetáculo de mágica, não é mesmo? Desta forma, é importante destacar que no dia 31 de janeiro, comemoramos o Dia Mundial do Mágico.

A escolha dessa data está associada à figura de São João Bosco, que é considerado um dos grandes santos místicos do catolicismo por conta de sonhos e visões premonitórios que tinha. O santo é considerado padroeiro dos mágicos porque, quando adolescente, utilizava o ilusionismo e outras formas de entretenimento para ajudar a família em sua renda.

No século XIX, a prática da mágica fez mais sucesso por ser considerada novidade. Além disso, a alegria proporcionada ao público era uma das vertentes que São João Bosco seguiu para proporcionar bem-estar a outros jovens como ele.

Hoje, a mágica é vista de outra forma. Geralmente, acompanhamos truques ilusórios pela televisão, por meio de grandes mágicos, como David Copperfipeld e Val Valentino, conhecido como o Mister M.

E para celebrar o Dia Mundial do Mágico, selecionamos os cinco melhores filmes para mágico nenhum colocar defeito. Acompanhe aí!

O Mundo Imaginário do Doutor Parnasus (2009)
Direção: Terry Gilliam

O filme conta a história do doutor Parnassus, líder de um espetáculo artístico, que tem um obscuro segredo: há muitos anos, ele trocou a alma de sua filha com o diabo. Agora o diabo voltou para cobrar o acordo, e dr. Parnassus terá que coletar cinco almas para salvar a jovem. O longa é gostoso de assistir e marca a última atuação do icônico Heath Ledger, falecido em 2008.

O Ilusionista (2006)
Direção: Neil Burger

Um mágico chamado Eisenheim, interpretado por Edward Norton, compete com o Príncipe Leopoldo, herdeiro do trono do Império Austro-Húngaro, pelo amor da nobre Sophie, a jovem que Eisenheim amou na juventude. Para isso, o mágico utiliza seus grandes poderes para pressionar o príncipe, já que Sophie está prestes a se tornar a noiva real. No entanto, um inspetor de polícia chamado Walter Uhl tenta avisar Eisenheim que ele está entrando em um jogo muito perigoso. Filme tenso, mas com final surpreendente.

O Grande Truque (2006)
Direção: Christopher Nolan

Em O Grande Truque, o diretor Christopher Nolan nos faz pensar até que ponto a mágica pode ser um bom exemplo. No século 19, em Londres, dois amigos ilusionistas e mágicos, Alfred Borden (Chistian Bale) e Rupert Angier (Hugh Jackman), acabam construindo uma rivalidade, uma batalha por supremacia, que se estende ao longo dos anos e que se transforma em obsessão, cujos resultados serão inevitavelmente trágicos. É um filme de tirar o fôlego!

Atos que desafiam a morte (2007)
Direção: Gillian Armstrong

Baseado na vida real de Harry Houdini, um dos grande mágicos da história dos Estados Unidos, famoso por conseguir escapar de correntes, cadeados e algemas, o filme trata sobre as aventuras e façanhas alcançadas ao longo de sua vida, como um respeitado profissional do ilusionismo. Guy Pearce interpreta o mágico, que em 1926 esteve no auge de seu sucesso e no final de sua turnê pela Grã-Bretanha, mas que falece por ser esmurrado por um boxeador amador insatisfeito com suas apresentações. Em alguns pontos, o filme lembra “O Ilusionista”, mas esse possui ainda mais profundidade e complexidade no roteiro.

Truque de Mestre (2013)
Direção: Louis Leterrier

Esse, sim, faz qualquer um ficar de “cabelos em pé”. Isso porque um grupo de ilusionistas, conhecido como “Os Quatro Cavaleiros”, encanta o público com suas mágicas e também rouba bancos em outro continente, distribuindo a quantia roubada para os próprios espectadores. O agente do FBI Dylan Hobbs (Mark Ruffalo) está determinado a capturá-los e conta com a ajuda de Alma Vargas (Melanie Laurent), uma detetive da Interpol, e também de Thaddeus Bradley (Morgan Freeman), um veterano desmistificador de mágicos que insiste que os assaltos são realizados a partir de disfarces e jogos envolvendo vídeos.

Apesar de não serem muito lembrados, esses profissionais do ilusionismo já contribuíram, e muito, para com a sociedade, seja por meio de seus truques, seja por meio de incentivo por bons personagens no cinema.

Agora, se faltou algum filme, se esquecemos de mencionar o seu favorito ou tiver alguma sugestão, comente ai embaixo. Ficaremos muito felizes com sua participação. Até a próxima!



Nenhum comentário:

Postar um comentário